sexta-feira, julho 02, 2010

Profissões...


Dar aula é a chance de estar sempre conhecendo gente. Aprender com pessoas de todas as idades, que é bom.
Alguém que tem a chance de discutir assuntos importantes nos diversos territórios é o profissional de educação.
Histórias, literaturas, matemáticas, filosofias, suspeitas de manipulação, feitura de idéias e repetição das mesmas, salvo alguma diferença que é salto, assalto, um estalo quando vem:
Você sente que está pensando e nota que também é pensado.

Ah, (olhou pra mim e continuou) você fala e faz parecer que ser professora é a maior vantagem, mas o professor ganha mal. Esse balde de agua fria tem vários nomes, depende da teoria, numa delas é capitalismo, parece de cristal.
Seja realista, noutra teoria popular. Caia na real e no real, ética é para as telas nas salas de aula.

É difícil de entender. Se você está dentro de uma sala, na companhia de vários olhos e mentes inclusive da sua, por que não se propor uma boa aula, e quem sabe até conseguir uma excelente? Por que não, se você já está lá, por que não estar mesmo, como um ator quando sobe no palco?

O professor reclama que ganha pouco. Tem atrizes, atores, que trabalham, trabalham fazendo teatro, e não ganham nada em dinheiro, mas alguém ganha. Por que esses artistas não param e pronto?

Parar pra quê? Todo mundo devia praticar pelo menos uma arte e um esporte.
Quem pára de praticar é porquê? Ah, não dá dinheiro.

Acontece de ganhar dinheiro com arte, acontece de não ganhar. Depende do destino que tem a ver com o passado, e não com o futuro. Só se torna destino depois que acontece. Antes de cada acontecido há uma encruzilhada, ou mais...

Nas agências bancárias você também vai ter a chance de conhecer gente, o tempo inteiro, pena que não dá tempo fazer amizade, eu acho.

Médica? É, pode ser. O problema é que o médico (alopata) trabalha pra indústria farmaceutica, irmã da indústria bélica.

Advogada? É uma. Saber que a lei é criada por legisladores, alguns corruptos, outros nem tanto, reconhecer que a lei e o certo raramente se encontram, viver pelos corredores de gente engravatada e taillerizada. Não sei.

Engenheira? Nesses tempos de engenharia, olhar em torno, quanta engenhoca. Não, não precisam de mim, já têm até demais.

Seja lá qual for a profissão, por favor, continue ou comece a praticar alguma arte, e também é importante, pratique eternamente algum esporte.

A vida é difícil pra todo mundo, portanto, acima de tudo, não se boicote, arte e esporte, independente do ganha pão, pratique.

Escolha a sua arte (escultura, música, teatro, vídeo, fotografia, dança, grafite, desenho, escrita, hibridismos... arte como o que o senso comum chama).

Pratique natação, futebol, capoeira, dança, judô, ciclismo, surf, alpinismo, caminhada, deslize com skate, patins, rapel... escolha! Faça por prazer, e cuidado pra não se machucar muito...

Acredite, nem tudo que a gente ganha, a gente ganha em dinheiro. A vida também vale a pena.



1 Comentários:

Anonymous maria de lourdes disse...

è Ju, fico impressionada com sua capacidade de escrever textos tão reflexivos. Esse por exemplo nos faz refletir como não sabemos nada sobre a melhor maneira de ser feliz. Vou ver se tento outra vez.
Você é brilhante. Beijos.denuts

9/11/10 22:35  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial